17 de abril de 2018 | Minha Casa Minha Vida

Mitos e verdades sobre o MCMV

Desde que o Minha Casa Minha Vida foi lançado em 2009 pelo governo federal surgem muitas dúvidas a respeito do programa.

Natural, afinal o programa oferece ajuda financeira e um tipo de financiamento especial, com juros baixos além de favorecer de forma concreta as menores faixas de renda com altos subsídios.

E é justamente por isso que acabam se formando verdadeiras lendas em torno do programa. Como resultado, muita gente acaba acreditando em coisas que não passam de boatos. Veja agora o que é mito e o que é verdade sobre o Minha Casa Minha Vida e descubra como pode ser fácil sair do aluguel!

Qualquer imóvel pode ser financiado pelo Minha Casa Minha Vida?

Mito. Nem todos. Para ser financiado pelo programa, o imóvel tem que passar por duas criteriosas avaliações. A primeira delas é documental. A área construída do imóvel precisa estar legalizada, todos os impostos pagos.

Empreendimentos na planta também devem ainda estar regularizados em relação à localização e às condições da construtora na justiça.

A segunda é estrutural. Um engenheiro da Caixa avalia a construção como um todo e também particularidades, como redes elétrica e hidráulica. Além disso, o imóvel precisa estar disponível para financiamento. Qualquer problema que haja nesta análise o imóvel não é financiado pelo Minha Casa Minha Vida.

Além disso, há ainda as faixas de limite para o valor do imóvel de acordo com a capacidade de pagamento e a localização. Eles são de até R$ 225 mil para a região metropolitana de São Paulo, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal; até R$ 200 mil na região metropolitana do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo; de até R$ 180 mil no restante do país; e de até R$ 90 mil nas cidades com até 20 mil habitantes.

Qualquer cidadão brasileiro pode participar do Minha casa Minha Vida

Mito. Na verdade, não basta ser cidadão brasileiro. É preciso ser maior de 18 anos ou ser emancipado e não ter nenhum imóvel registrado em seu nome, quitado ou não. Também não pode ter renda declarada superior a R$ 9 mil nem pendências com a receita federal.

Se houver algum tipo de restrição ao crédito ou ao seu CPF, esta pessoa também não pode fazer o financiamento. Por último, ela não pode ter utilizado o FGTS nos últimos 5 anos para comprar imóvel.

Quanto menor a renda menor a prestação

Verdade. O Programa Minha Casa Minha Vida foi elaborado justamente para ajudar estas pessoas a comprar a casa própria. A Faixa 1, por exemplo, que é a mais baixa (com renda mensal bruta de até R$ 1.800) tem os maiores subsídios do governo e não paga juros.

O processo de financiamento é rápido e sem burocracia

Nem sempre. Neste caso, vai depender de vários fatores. Tudo vai andar mais rápido se a documentação estiver toda correta e todos os requisitos burocráticos atendidos.

Caso contrário, pode demorar mais para fazer os ajustes necessários – incluir documentação em falta, etc. De forma geral, todo o processo leva em média 30 dias.

É mais seguro comprar imóvel pelo Minha Casa Minha Vida

Verdade. Para se ter uma ideia, quando você faz a compra, o imóvel já é passado para o seu nome. Você só corre risco de perder a casa se não pagar as prestações do financiamento.

Por outro lado, as parcelas só começam quando a casa ou apartamento é entregue. Se, por algum motivo a construtora abrir falência, a Caixa é obrigada a concluir o projeto.

Não é o que acontece em outros financiamentos. Neles, você pagar durante toda a construção. Se a construtora quebrar, você tem que buscar na justiça o direito de receber tudo o que pagou.

Todos os contratos de financiamento são iguais

Mito. Os juros, os subsídios e o valor dos imóveis variam de acordo com a faixa de renda e a localização.

Posso fazer um financiamento pelo Minha Casa Minha Vida em outra cidade

Verdade. Mas só se a cidade for vizinha a que você mora ou se você já tiver 1 ano ou mais de residência nesta cidade.

Se for a cidade em que trabalha, tem que comprovar o local do seu emprego com a carteira de trabalho ou as notas emitidas se for autônomo.

Não posso entrar sozinho no programa se eu for casado

Mito. É possível sim, desde que o regime do seu casamento seja a separação total de bens. No entanto, mesmo neste regime, é possível usar a renda bruta mensal para fazer o cálculo da faixa em que se enquadrará o financiamento.

Se eu me separar após ter feito o financiamento do MCMV, nada muda

Verdade. Em relação ao financiamento fica tudo igual. Ambos continuam sendo responsáveis por ele perante o banco até o final do processo de separação de bens.

E agora, descobriu o que é mito e verdade no financiamento pelo MCMV? Então aproveite para tirar ainda mais dúvidas e saber tudo sobre o assunto baixando nosso ebook gratuito “Minha Casa Minha Vida 2018: conheça as novas regras e como se inscrever no programa do governo federal!”.

admin

12 de setembro de 2021 | Dicas de Compra

Conceito ESG

Uma prática EPH

Todo começo de mês traz suas reflexões: quanto você planejou e quanto ainda  vai executar nos próximos 4 meses que encerram o ano? Para nós, planejamento é algo que precisa sair do papel. O conceito ESG, por exemplo, tem ganhado destaque nos últimos anos e tem engajado empresas. ESG é um conjunto de padrões e boas práticas que visa definir se a operação de uma empresa é socialmente consciente. Isso porque construímos hoje o futuro que deixaremos para nossos filhos amanhã. Ter consciência é o primeiro passo, implementar ações por um mundo sustentável é imediato para nós. 

A EPH busca construir empreendimentos mais eficientes, confortáveis e com menor impacto ambiental – que são as consequências naturais da aplicação da metodologia BIM.

BIM é uma ferramenta feita para olhar para além da modelagem 3D em um projeto, com ela temos um enorme potencial para se obter vantagens em termos de sustentabilidade, porque entre outras coisas ela minimiza o desperdício de materiais e resíduos desnecessários. 

A #EPH tem orgulho em construir hoje o seu amanhã.

 

Ler mais navigate_next

24 de agosto de 2021 | Dicas de Compra

EPHDECORA: Vasos suspensos

Chega de furos no teto e paredes

Se você é da turma que se tornou o que mais temia: “um apreciador de plantas” esse post é pra você.

Além de decorar o ambiente, elas têm o poder de renovar as energias da casa. Deixar tudo mais bonito é só uma consequência. 

Porém, quem mora em apartamento sabe que às vezes é difícil encontrar lugar para elas e os furos nas paredes e no teto também podem ser um problema. Por isso, o #EPHDECORA de hoje preparou uma galeria com 7 dicas e idéias em vasos suspensos para garantir que você decore a sua casa sem dificuldades. Confira!

 

Ler mais navigate_next

22 de julho de 2021 | Dicas de Compra

EPH Decora: Cozinha Pequena

É um problema? Claro que não e temos a solução.

Seu sonho não termina na conquista da casa própria, nesse momento ele está começando, e a #EPHDECORA te ajuda com dicas de decoração úteis e práticas para te ajudar. Você sabia que escolher bem os móveis e os objetos que compõem o lar é fundamental para o bem-estar da sua família? Decorar uma cozinha, especialmente as pequenas, é um desafio.

Afinal, o ambiente possui eletrodomésticos que por si só ocupam bastante espaço. Além disso, o cômodo necessita ser muito bem aproveitado, senão fatalmente você sentirá falta de espaço.

A boa notícia é que, com alguns truques simples, é possível ter uma cozinha pequena bonita, organizada e aconchegante. Para isso, é essencial utilizar o espaço como um todo — incluindo o teto.

Se não sabe por onde começar, fique tranquilo! Confira as dicas que a #EPHDECORA preparou pra você. 

 

Ler mais navigate_next